Domingo, 29 de Abril de 2007

Missão Urgente e de Todos


Neste mundo de violência, ódio, droga e racismo, é urgente tentar modificá-lo. É uma tarefa tão árdua quanto nobre, mas também gratificante. E há que começar precisamente pelas crianças: Os Homens do Amanhã. É uma tarefa de todos e muito especialmente da FAMILIA, da ESCOLA e dos ESCRITORES que destinam as suas obras às crianças e aos jovens.


Fernando Cardoso

publicado por fcardoso às 17:10
link do post | comentar | favorito
25 comentários:
De Ditte a 9 de Fevereiro de 2011 às 19:50
Este blog ainda não conhecia , caro Professor, mas sim um, outro, mas já cá estou, quanto ao outro que está bem recheado de coisas " boas" literárias vou continuar entrar lá e ser sua seguidora, que aliás já sou....
Eu sempre apoie os jovens e adolescentes e toda a vida tenho trablhado com eles, compreendo a sua preocupação que é a minha também, principalmente, quando tantas gerações passaram por nós e nos damos conta que muito se perdeu e nada de novo surgiu. Posso parecer pessimista, ou céptica, mas é o que vejo e sinto.
O velho "homem novo" tão proclamado nunca mais surge no horizonte de um mundo á deriva.
bem desculpe, já sabe que sou faladora.
felicidades
abraço
edith
De any a 15 de Fevereiro de 2011 às 20:34
Professor Fernando Cardoso, claro que é uma missão urgente e que todos tem de se sentir comprometidos . Mas não acha, que começar pelas crianças seria criarmos , deuses com pés de barro!??
De Maria Teresa a 2 de Fevereiro de 2012 às 12:13
Estou totalmente de acordo com o que referiu sobre escrever para crianças e jovens, Como professora de longa data, o livro "Histórias", ou "aventuras" bem idealizado, contêm inorme informação que ficará de imediato gravada na mente dos Jovens, que na posição de Professora, sinto mesmo o "sacríficio de abrirem im livro escolar", basta dizer escolar, isto sucede também em outros níveis, o facto da bata branca num médico, não direi 100%,mas 50% influencia o terror de ir ao médico, nada como dar nomes diferentes, visto também estar-mos numa época totalmente diferente e avançada, Não deve ser só a nÍvel de tecnológisa, mas justamente, começar com os mais pequenos que serão os Nossos grandes Homens e Mulheres no futuro, e não ir acumulando, pequenos medos e sombras que ficaraõ para sempre. Obrigada por ter podido dar os meus parabéns.
De otinhoso a 20 de Outubro de 2012 às 16:39
que sinto dormas não entendo o motivose continuas vivotão-pouco entendo a razãopor que uma lágrima atrevidadistingue a morte da vidae atravessa o coração.Fernando Cardoso(http://fcardoso.blogs.sParece ser uma coisa muito importante, do género " gosto do seu "vison", mas não tenho dinheiro para o comprar". Vim aqui parar por causa da morte daquele Santo Literário, o Manuel António Pina. ( Quando era pequenino, a minha alcunha de "Berto Pina" , agora que sou grande, cai-me nos braços a morte do verdadeiro Pina ).

"HOMENAGEM A MANUEL ANTÓNIO PINA 19-10-12Recuso a notícia que correde que morreste.Um homem como tu não morreviverás nos poemas que escrevestenas histórias que inventastenos livros que destinasteàs crianças com amor.É certo apo.pt)"

É apenas uma pequena curiosidade, Sr. Cardoso. Quando escreve "correde", "morreviverás", "escrevestenas", "inventastenos", "destinasteàs", "dormas", "motivose", "vivotão", "razãopor", "atrevidadistingue", "vidae", isto é gralho, ou uma tentativa deliberada de fazer estilo?
O seu comentário, e, claro, o link do blog que disponibilizou, no Jornal de Notícias, apropósito damorte doquerido António, que pelosvistos deixapo.pt)"

É apenas uma pequena curiosidade, Sr. Cardoso. Quando escreve "correde", "morreviverás", "escrevestenas", "inventastenos", "destinasteàs", "dormas", "motivose", "vivotão", "razãopor", "atrevidadistingue", "vidae", isto é gralho, ou uma tentativa deliberada de fazer estilo?
O seu comentário, e, claro, o link do blog que disponibilizou, no outoda agente emlágrimas, trouxe-me aqui. Era esse o objetivo do comentário Sr. Cardoso?
De Cesar a 20 de Março de 2014 às 01:57
Meu Caro Professor,
Descobri-te por fim!... Li cada letra e vi cada traço teu, com uma grande saudade que, seguramente, irá morrer no próximo Verão.
Parabéns pelo teu (nada surpreendente) sucesso!
Um abração.
César

Comentar post

.Fernando Cardoso

.Hora

.Visitas

www.reliablecounter.com
mastering studios

.links

blogs SAPO